Onde doar sangue em Curitiba

Confira uma lista com os bancos de sangue da cidade

Para doar sangue, basta estar com a saúde em dia, ter entre 18 e 65 anos de idade, pesar mais de 50Kg e apresentar documento oficial com foto. Apesar de ser um gesto simples, de acordo com o Ministério da Saúde, apenas 1,9% dos brasileiros é doador regular de sangue. Então, que tal virar doador de sangue e ajudar a aumentar essas estatísticas? Doar sangue não dói, é fácil, rápido, não afeta a sua saúde e você salva muitas vidas!

Banco de Sangue Erasto Gaertner (BSEG)
De segunda a sexta, das 13h às 17h30
Telefone: (41) 3361-5038

Hemobanco (Hospital Evangélico)
De segunda a sexta, das 8h às 19h; sábado, das 8h às 17h
Telefone: (41) 3023-5545

Instituto Pasquini - Banco de Sangue do Hospital Nossa Senhora das Graças
De segunda a sexta, das 8h às 18h; sábado, das 8h às 12h
Telefone: (41) 3240-6519

Biobanco do Hospital de Clínicas (HC)
De segunda a sexta, das 7h30 às 18h; sábado, das 7h30 às 12h30
Telefone: (41) 3360-1875

Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (HEMEPAR)
De segunda a sexta, das 7h30 às 18h30; sábado, das 8h às 18h
Telefone: (41) 3281-4059

Hospital de Caridade da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba
De segunda a sexta, das 8h às 12h, e das 14h às 18h; sábado, das 8h às 12h
Telefone: (41) 3322-2387

Hospital do Trabalhador
Todas as quintas-feiras, das 8h às 11h30, e das 13h às 16h
Telefone: (41) 3212-5700

Recomendações para o dia da doação:
- Nunca vá doar sangue em jejum;
- Faça um repouso mínimo de 6 horas na noite anterior à doação;
- Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores;
- Evitar fumar por pelo menos 2 horas antes da doação;
- Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas antecedentes à doação;
- Se você realiza trabalhos como pilotar avião ou helicóptero, conduzir ônibus ou caminhões de grande porte, subir em andaimes e praticar pára-quedismo ou mergulho, é necessário interromper essas atividades pelo menos 12 horas antes da doação.

Quem não pode doar sangue?
- Quem teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade;
- Mulheres grávidas ou amamentando;
- Pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como HIV, hepatite, sífilis e doença de Chagas;
- Usuários de drogas;
- Aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

Notícias relacionadas