Como ter uma barraquinha na Feirinha do Largo da Ordem?

Um dos critérios é ter um produto atrativo e diferente

A Feirinha do Largo da Ordem é um dos principais pontos turísticos de Curitiba. Turistas, moradores da cidade e principalmente curitibanos que se prezem já deram uma passadinha pelo São Francisco, pela menos uma vez, aos domingos pela manhã!

E diante de tantas barraquinhas, você já parou pra pensar como aquelas pessoas conseguiram aquele espaço lá? A feira é bastante concorrida. E todo mundo quer entrar no Largo?, conta Marily Pires Lessnau, responsável pelas feiras de artesanato de Curitiba.

» Feira do Largo da Ordem: um espaço multicultural

No momento não há vagas, mas quem quiser entrar na fila, alguns critérios precisam ser obedecidos. O primeiro é o preenchimento de um protocolo, onde o interessado faz uma carta apresentando o interesse em participar da Feirinha, além de algumas fotos dos produtos que serão comercializados. Outro ponto importante é apresentar um produto diferenciado. Tem gente que apresenta panos de prato, bijuterias, mas isso nós já temos bastante, então restringimos um pouco. A gente dá preferência a produtos diferenciados?, explica Marily. Por último, a preferência para quem já tem feira nos bairros. Em Curitiba temos 25 feiras, e o sonho de todo mundo que está nos bairros é ir para o Largo?, acrescenta.

O Relações Públicas Luis Felipe Socreppa Schultz resolveu investir em uma atividade que era do pai e se candidatou a uma vaga no Largo. Conseguiu a barraquinha e hoje vende artesanatos de bambu para culinária. Como um dos critérios era ter um produto diferente, fiz meu protocolo e apresentei os produtos. Foi aprovado e deu certo?, revela. Luis tem a barraquinha há 11 anos.   

artesanato para culinária de bambu Foto: Arquivo Pessoal, Divulgação 

A taxa anual que os participantes devem pagar é de R$ 104. Para as feiras de bairro, a taxa é de R$ 30. Há, ainda, algumas penalidades para quem apresentar muitas faltas. Temos o decreto 112 de 2011, onde existem algumas punições. Por exemplo, se o feirante faltar dois domingos seguidos sem nos dar satisfação, isso pode caracterizar o cancelamento do ponto?, finaliza Marily.

A Feirinha do Largo é administrada pelo


Instituto Municipal de Turismo. Para mais informações, o telefone é: 3250-7741.

Em tempo: Para participar das Feiras de Páscoa das praças Osório e Santos Andrade, as inscrições acontecem nos dias 21 e 22 de fevereiro. Para as feiras regionais, dias 10 e 11 de março.

Notícias relacionadas